quinta-feira, 25 de novembro de 2010

[...]Só sei que por mais que ande
não terei todas respostas,
e que ao ler os olhos alheios
mais a verdade se mostra,
que os sentimentos da gente
não reconhecem as leis
e também que “não sei nada
sobre o que acho que sei...”[...]

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Tanta gente anda de um lado para o outro levando vidas sem sentido. Parecem semi-adormecidas, mesmo quando ocupados em coisas que julgam importantes, Isso acontece porque estão correndo atrás do objetivo errado, só quando acharem o verdadeiro sentido, é que as coisas vão começar a se encaixar. Sério.
A vida é uma série de puxões para a frente e para trás. Queremos fazer uma coisa, mas somos forçados a fazer outra. Algumas coisas nos machucam, apesar de sabermos que não deviam. Aceitamos certas coisas como inquestionáveis, mesmo sabendo que não devemos aceitar nada como absoluto. Tensão de opostos, como o estiramento de uma tira de borracha. A maioria de nós vive mais ou menos no meio.
- Parece Luta-livre. - Pondero.
- Luta-livre - ele repete, e ri. - É. Pode-se definir a vida dessa forma.
- E que lado vence? - Pergunto.
- Que lado vence?
Ele sorri para mim, os olhos enrugados, os dentes tortos.
-O amor sempre vence. Sempre.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010


"É o fim de uma história que não deveria terminar. É o fim de uma história do jeito que ela merece ser terminada." HP7

É o primeiro filme do último livro do meu amado Harry Potter.
O universo é demasiado harmônico, grandioso e avassalador para se acreditar que é tudo obra do acaso.

sábado, 30 de outubro de 2010

Pode invadir ou chegar com delicadeza, mas não tão devagar que me faça dormir. Não grite comigo, tenho o péssimo hábito de revidar. Acordo pela manhã com ótimo humor mas ... permita que eu escove os dentes primeiro. Toque muito em mim, principalmente nos cabelos e minta sobre minha nocauteante beleza. Tenho vida própria, me faça sentir saudades, conte algumas coisas que me façam rir, mas não conte piadas e nem seja preconceituoso, não perca tempo, cultivando este tipo de herança de seus pais. Viaje antes de me conhecer, sofra antes de mim para reconhecer-me um porto, um albergue da juventude. Eu saio em conta, você não gastará muito comigo. Acredite nas verdades que digo e também nas mentiras, elas serão raras e sempre por uma boa causa. Respeite meu choro, me deixe sózinha, só volte quando eu chamar e, não me obedeça sempre que eu também gosto de ser contrariada. ( Então fique comigo quando eu chorar, combinado?). Seja mais forte que eu e menos altruísta! Não se vista tão bem... gosto de camisa para fora da calça, gosto de braços, gosto de pernas e muito de pescoço. Reverenciarei tudo em você que estiver a meu gosto: boca, cabelos, os pelos do peito e um joelho esfolado, você tem que se esfolar as vezes, mesmo na sua idade. Leia, escolha seus próprios livros, releia-os. Odeie a vida doméstica e os agitos noturnos. Seja um pouco caseiro e um pouco da vida, não de boate que isto é coisa de gente triste. Não seja escravo da televisão, nem xiita contra. Nem escravo meu, nem filho meu, nem meu pai. Escolha um papel para você que ainda não tenha sido preenchido e o invente muitas vezes.

Me enlouqueça uma vez por mês mas, me faça uma louca boa, uma louca que ache graça em tudo que rime com louca: loba, boba, rouca, boca ... Goste de música e de sexo. goste de um esporte não muito banal. Não invente de querer muitos filhos, me carregar pra a missa, apresentar sua familia... isso a gente vê depois ... se calhar ... Deixa eu dirigir o seu carro, que você adora. Quero ver você nervoso, inquieto, olhe para outras mulheres, tenha amigos e digam muitas bobagens juntos. Não me conte seus segredos ... me faça massagem nas costas. Não fume, beba, chore, eleja algumas contravenções. Me rapte! Se nada disso funcionar ... experimente me amar!


Martha Medeiros

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Se você tivesse me ligado...

Olha, eu estou te escrevendo só pra dizer que se você tivesse telefonado hoje eu ia dizer tanta, mas tanta coisa. Talvez mesmo conseguisse dizer tudo aquilo que escondo desde o começo, um pouco por timidez, por vergonha, por falta de oportunidade, mas principalmente porque todos me dizem que sou demais precipitado, que coloco em palavras todo o meu processo mental (processo mental: é exatamente assim que eles dizem, e eu acho engraçado) e que isso assusta as pessoas, e que é preciso disfarçar, jogar, esconder, mentir. Eu não achei que ia conseguir dizer, quero dizer, dizer tudo aquilo que escondo desde a primeira vez que vi você, não me lembro quando, não me lembro onde. Hoje havia calma, entende? Eu acho que as coisas que ficam fora da gente, essas coisas como o tempo e o lugar, essas coisas influem muito no que a gente vai dizer, entende? Pois por fora, hoje, havia chuva e um pouco de frio: essa chuva e esse frio parecem que empurram a gente mais pra dentro da gente mesmo, então as pessoas ficam mais lentas, mais verdadeiras, mais bonitas. Hoje eu estava assim: mais lento, mais verdadeiro, mais bonito até. Hoje eu diria qualquer coisa se você telefonasse. Por dentro também eu estava preparado para dizer, um pouco porque eu não agüento mais ficar esperando toda hora você telefonar ou aparecer, e quando você telefona ou aparece com aquelas maçãs eu preciso me cuidar para não assustar você e quando você me pergunta como estou, mordo devagar uma das maçãs que você me traz e cuido meus olhos para não me traírem e não te assustarem e não ficarem querendo entrar demais dentro dos teus olhos, então eu cuido devagar tudo o que digo e todo movimento, porque eu quero que você venha outras vezes. (...) A cada dia viver me esmaga com mais força. Caio Fernando Abreu

sexta-feira, 11 de junho de 2010

I wondered what might happen if i left this all behind. Fiquei imaginando o que poderia acontecer se eu deixasse tudo isso para trás.I wondered what might happen if i left this all behind. Fiquei imaginando o que poderia acontecer se eu deixasse tudo isso para trás.I wondered what might happen if i left this all behind. Fiquei imaginando o que poderia acontecer se eu deixasse tudo isso para trás.I wondered what might happen if i left this all behind. Fiquei imaginando o que poderia acontecer se eu deixasse tudo isso para trás.I wondered what might happen if i left this all behind. Fiquei imaginando o que poderia acontecer se eu deixasse tudo isso para trás.I wondered what might happen if i left this all behind. Fiquei imaginando o que poderia acontecer se eu deixasse tudo isso para trás.I wondered what might happen if i left this all behind. Fiquei imaginando o que poderia acontecer se eu deixasse tudo isso para trás.I wondered what might happen if i left this all behind. Fiquei imaginando o que poderia acontecer se eu deixasse tudo isso para trás.I wondered what might happen if i left this all behind. Fiquei imaginando o que poderia acontecer se eu deixasse tudo isso para trás.I wondered what might happen if i left this all behind. Fiquei imaginando o que poderia acontecer se eu deixasse tudo isso para trás.
This Time
Tonight the sky above
Reminds me of you, love
Walking through wintertime
Where the stars all shine
The angel on the stairs
Will tell you i was there
Under the front porch light
On a mystery night

I've been sitting watching life pass from the sidelines
Been waiting for a dream to seep in through my blinds
I wondered what might happen if i left this all behind
Would the wind be at my back ? could i get you off my mind
This time

The neon lights in bars
And headlights from the cars
Have started a symphony
Inside of me
The things i left behind
Have melted in my mind
And now there's a purity
Inside of me

I've been sitting watching life pass from the sidelines
Been waiting for a dream to seep in through my blinds
I wondered what might happen if i left this all behind
Would the wind be at my back ? could i get you off my mind
This time

I've been sitting watching life pass from the sidelines
Been waiting for a dream to seep in through my blinds
I wondered what might happen if i left this all behind
Would the wind be at my back ? could i get you off my mind
This time

Desta Vez
Esta noite, o céu acima
Me lembra de você, amor
Andando através do inverno
Quando todas as estrelas brilham
O anjo na escada
Irá lhe dizer que eu estava lá
Sob o alpendre frente a luz
Em uma noite misteriosa

Estive sentado vendo a vida passar sobre mim
Esperando um sonho entrar através das minhas cortinas
Gostaria de saber o que poderia acontecer se eu deixasse tudo isso para trás
Com o vento soprando ás minhas costas? Talvez eu pudesse te desligar da minha mente
Desta vez

As luzes de neon dos bares
E faróis dos carros
Teriam iniciado uma sinfonia
Dentro de mim
As coisas eu deixaria para trás
Teriam derretido em minha mente
E agora há uma pureza
Dentro de mim

Estive sentado vendo a vida passar sobre mim
Esperando um sonho entrar através das minhas cortinas
Gostaria de saber o que poderia acontecer se eu deixasse tudo isso para trás
Com o vento soprando ás minhas costas? Talvez eu pudesse te desligar da minha mente
Desta vez

Estive sentado vendo a vida passar sobre mim
Esperando um sonho entrar através das minhas cortinas
Gostaria de saber o que poderia acontecer se eu deixasse tudo isso para trás
Com o vento soprando ás minhas costas? Talvez eu pudesse te desligar da minha mente
Desta vez
Normal que um dia isso fosse acontecer, só não me faça te odiar ...

Tu esta tão perto de mim, e mesmo assim tão longe, às vezes te quero tanto que chega a sonhar com o dia que ficaremos juntos, sei que sou confusa, sei que sou estranha e que é realmente difícil de lidar e conviver comigo, vou ser sempre ser um enigma para você, e é bom que esteja ciente, mas às vezes queria que desse certo. É brabo com um monte de gente desacreditando, e até nós, não colocamos muita confiança, fica complicado, mas agente tinha que tenta mesmo assim. Nunca senti as borboletas que os filmes românticos falam que existem no nosso estomago, mas cada vez que você me toca, sinto algo tão especial, tão diferente, tão completamente novo pra mim. Não sou muito acostumada com o Amor, o estar perto de alguém, mas acho que poderia tentar te fazer feliz, e mesmo se não conseguisse, me sentiria melhor só de ter tentado, pois o que ta me consumindo por dentro é essa coisa de não saber o que fazer, como agir, porque sempre fui muito controladora, isso ta em mim, no meu jeito, no meu signo, e não consigo me controla, não sei o que acontece, talvez seja por isso que me chame à atenção, porque a partir do momento que fico sem controle, fico sem defesa. Parece que algo esta contra nós porque quando as coisas vão acontecer, a minha mente fala mais alto, e ela não diz só o que eu penso, mas ela também diz o que todos me falam, que não daria certo, que é estranho, que a amizade vai acabar, e ai nada sai como o esperado. Outro dia percebi que tu tinhas outra pessoa, e isso me causou uma reação que acho que é o que as pessoas normais chamam de ciúmes, fiquei triste, coloquei um musica triste, mas como sempre não chorei, porque tenho esse eu orgulho que não deixa eu me abater, e isso me faz tão mau, mas tão mau, que daria tudo pra conseguir demonstra sentimento. Essa declaração não tem fim, porque como poderia, eu, escrever algo, que não tenho idéia de como pode acabar, a única coisa que posso dizer, é que desejo a tua felicidade sempre, seja nos meus braços, ou nos braços que qualquer outra pessoa. Só quero deixar claro, que queria ter coragem, de simplesmente falar isso pra ti, e fazer com que tudo que eu quero aconteça só que sem uma iniciativa tua, isso não vai ser possível. Eu sinto muito por ser tão tímida.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Você gosta de ajudar as pessoas. Está sempre disposta a auxiliar o próximo no que for possível, e às vezes até esquece de si mesma. É preciso ter muita cautela para não deixar que as opiniões dos outros acabem interferindo em sua vida. Se você fizer isso e ficar mais atenta à sua vida pessoal, pode evitar complicações e situações embaraçosas. Você busca sempre amizades sinceras e verdadeiras, para que possa encontrar o apoio dos amigos e uma força extra para lutar por seus sonhos. Além de todo esse apoio, você procura ainda alguém para compartilhar seus problemas e segredos mais íntimos. Romântica e sensível, você quer um grande amor para viver ao seu lado o resto de seus dias.

quinta-feira, 3 de junho de 2010


A vida humana é feita de escolhas: sim ou não, entrar ou sair, subir ou descer. Mas contece que tem escolhas que fazem a diferença: Amar ou odiar, ser um herói ou um covarde, lutar ou desistir, viver...ou morrer. Ja estou com saudade de Grey's Anatomy
http://www.flickr.com/photos/carlanicola/

domingo, 25 de abril de 2010

Vou contar a história de um círculo...
No qual faltava um pedaço.
Um grande triângulo fora arrancado dele!
E o círculo queria ser inteiro, sem nada faltando, então foi procurar o pedaço perdido.
Como estava incompleto e só podia rodar lentamente, admirou as flores ao longo do caminho.
Conversou com os insetos. Observou o sol....
Encontrou vários pedaços diferentes, mas nenhum deles servia.

Certo dia, o círculo encontrou um pedaço que se encaixava perfeitamente.
Ficou tão feliz! Seria inteiro.
Incorporou o pedaço que faltava e começou a rodar. Agora que era um círculo perfeito, podia rodar muito rápido, rápido demais para notar as flores e conversar com os insetos.
Quando percebeu como o mundo parecia diferente ao rodar tão depressa, parou, deixou o pedaço na estrada e foi embora rodando lentamente.
Diante dessa historinha arrisco dizer:
Será que somos mais inteiros quando sentimos falta de algo ?

No fundo é bom esperar, nutrir a alma com o sonho de algo melhor.
É boa a surpresa de receber algo que a gente sempre quis e nunca teve....

Quando aceitarmos que a imperfeição é parte do ser humano, e pudermos, a exemplo do círculo, continuar a rodar pela vida e apreciá-la, teremos conseguido a felicidade ....

O homem que tem tudo é, sob certos aspectos, um homem pobre.
Pense nisso!

“A dança para mim é uma poesia,
onde meus pés são a caneta e o salão,
a folha de papel.”

sábado, 10 de abril de 2010

Dαиçσ, não apenas por dançar, mas por sentir em cada partícula do meu corpo as notas de uma música que nunca pára, uma música que surge dentro de mim. Cada vez que penso em dança, meu corpo ganha uma vida exuberante, um brilho que nenhum ser humano tem. Minhas mãos falam várias línguas, que todos conseguem entender, meus pés ganham vida como se dançassem. Meu corpo grita todas as palavras do meu espírito, como se eu nunca tivesse falado. Isso é dançar. Isso é viver a dança, e sentí-la cada vez mais. Muita saudade de me sentir assim extremamente feliz.

quinta-feira, 1 de abril de 2010

''Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata.''

segunda-feira, 29 de março de 2010

Eu sou apenas alguém, ou até mesmo ninguém , talvez alguém invisível que o admira a distância sem a menor esperança de um dia tornar-me visível . E você ? você é o motivo do meu amanhecer , é a minha angustia ao anoitecer, você é o brinquedo caro e eu a criança pobre, a menina solitária que quer ter o que não pode , dona de um amor sublime mas culpado por quere-lo, como quem a olha na vitrine mas jamais poderá tê-lo . Eu sei de todas as suas tristezas e alegrias mas você nada sabes . Nem da minha fraqueza, nem da minha covardia, nem sequer que eu existo . É como um filme banal, entre a figurante e o ator principal. Meu papel era irrelevante para contracenar no final.

terça-feira, 2 de março de 2010

Cannonball

Damien Rice

Composição: Damien Rice

There's still a little bit of your taste in my mouth
There's still a little bit of you laced with my doubt
It's still a little hard to say what's going on

There's still a little bit of your ghost your witness
There's still a little piece of your face I haven't kissed
You step a little closer each day
Still I can't see what's going on

Stones taught me to fly
Love taught me to lie
Life taught me to die
So it's not hard to fall
When you float like a cannonball

There's still a little bit of your song in my ear
There's still a little bit of your words I long to hear
You step a little closer to me
So close that I can't see what's going on

Stones taught me to fly
Love taught me to lie
Life taught me to die
So it's not hard to fall
When you float like a cannon

Stones taught me to fly
Love taught me to cry
So come on courage
Teach me to be shy
'Cause it's not hard to fall
And I don't want to scare her
It's not hard to fall
And I don't wanna lose
It's not hard to grow
When you know that you just don't know


Agora que começou o ano, voltei a escutar Damien Rice, só isso me daixa calma de manhã.

uma boa dica pra quem acorda Mau-humorada :D

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo.

Clarice Lispector

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Difícil querer definir amigo.

Amigo é quem te dá um pedacinho do chão, quando é de terra firme que você precisa, ou um pedacinho do céu, se é o sonho que te faz falta.

Amigo é mais que ombro amigo, é mão estendida, mente aberta, coração pulsante, costas largas. É quem tentou e fez, e não tem o egoísmo de não querer compartilhar o que aprendeu. É aquele que cede e não espera retorno, porque sabe que o ato de compartilhar um instante qualquer contigo já o alimenta, satisfaz. É quem já sentiu ou um dia vai sentir o mesmo que você. É a compreensão para o seu cansaço e a insatisfação para a sua reticência.

É aquele que entende seu desejo de voar, de sumir devagar, a angústia pela compreensão dos acontecimentos, a sede pelo "por vir". É ao mesmo tempo espelho que te reflete, e óleo derramado sobre suas águas agitadas. É quem fica enfurecido por enxergar seu erro, querer tanto o seu bem e saber que a perfeição é utopia. É o sol que seca suas lágrimas, é a polpa que adocica ainda mais seu sorriso.

Amigo é aquele que toca na sua ferida numa mesa de chopp, acompanha suas vitórias, faz piada amenizando problemas. É quem tem medo, dor, náusea, cólica gozo, igualzinho a você. É quem sabe que viver é ter história pra contar. É quem sorri pra você sem motivo aparente, é quem sofre com seu sofrimento, é o padrinho filosófico dos seus filhos. É o achar daquilo que você nem sabia que buscava.

Amigo é aquele que te lê em cartas esperadas ou não, pequenos bilhetes em sala de aula, mensagens eletrônicas emocionadas. É aquele que te ouve ao telefone mesmo quando a ligação é caótica, com o mesmo prazer e atenção que teria se tivesse olhando em seus olhos.


Amigo é quem fala e ouve com o olhar, o seu e o dele em sintonia telepática. É aquele que percebe em seus olhos seus desejos, seus disfarces, alegria, medo. É aquele que aguarda pacientemente e se entusiasma quando vê surgir aquele tão esperado brilho no seu olhar, e é quem tem uma palavra sob medida quando estes mesmos olhos estão amplificando tristeza interior. é lua nova, é a estrela mais brilhante, é luz que se renova a cada instante com múltiplas e inesperadas cores que cabem todas na sua íris.



Amigo é aquele que te diz "eu te amo" sem qualquer medo de má interpretação:
Amigo é quem te ama "e ponto".
É verdade e razão, sonho e sentimento.


Amigo é pra sempre, mesmo que o sempre não exista.

Quero dedicar essas palavras de Marcelo Batalha a todos os meus verdadeiros amigos em especial a um deles que esta de aniversário hoje.Parabéns Cristian, te desejo tudo de melhor que a vida pode te proporcionar.

domingo, 17 de janeiro de 2010

'Cause little by little
We gave you everything you ever dreamed of
Little by little
The wheels of your life have slowly fallen off
Little by little
You have to give it all in all your life
And all the time I just asked myself, why?

domingo, 10 de janeiro de 2010

...estou procurando, estou procurando. Estou tentando me entender.

Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.

Clarice Lispector

Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.

Clarice Lispector

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

- Afinal, o que te faz feliz?

O tempo passa. Mesmo quando isso parece impossível. Mesmo quando cada batida do ponteiro dos segundos dói como o sangue pulsando sob um hematoma. Passa de modo incosntante, com guinadas estranhas e até calmarias arrastadas, mas passa. Até para mim.